Tag: cefalexina

🥇 Cefalexina: O que é, para que serve, efeitos colaterais e mais! 🤔

Olá meninas! Hoje eu vou falar um pouco sobre a cefalexina. A cefalexina é um medicamento super importante, que é usado para eliminar algumas infecções. Eu fiz uma pesquisa bem extensa e hoje vou trazer para você, minha amiga leitora, tudo sobre esse medicamento. Qual a sua indicação, os riscos que pode apresentar, os efeitos colaterais e a indicação. Portanto, se você quer aprender tudo sobre a cefalexina, é só ficar comigo até o final do artigo!

Cefalexina: O que é?

A cefalexina é caracterizada como um antibiótico que pertence ao grupo das cefalosporinas. As cefalosporinas são indicadas para o tratamento das infecções que são causadas por bactérias. Elas agem direto na raiz, eliminando as bactérias do organismo. Além disso, as cefalosporinas impedem que essas bactérias façam a sintetização da parede que as rodeia. Dessa forma,esses microrganismos acabam se quebrando e morrendo.

Vale ressaltar que existem diferentes tipos de cefalosporinas. Cada um deles é indicado para agir em diferentes tipos de infecções. Justamente por esse motivo, nem sempre determinado tipo de cefalosporina pode ser simplesmente trocado por outro. Aliás, nenhum deles é útil no tratamento de resfriados, gripes ou então outras infecções causadas por algum vírus.

A cefalexina é um antibiótico semissintético composto de cefalosporina e feito para ser administrado via oral. Ela é usada no tratamento de infecções bacterianas, agindo de modo que impede a sintetização da parede que as rodeia, matando assim os microrganismos. A cefalexina também é pertencente aos tipos de medicamentos chamados antimicrobianos.

Trata-se de um grande grupo de medicamentos, que inclui remédios antivirais, antifúngicos e antiparasitários. Vale ressaltar que só pode ser adquirido com prescrição médica, haja visto que uma das vias da receita é retida.

Qual a indicação de uso da Cefalexina?

A cefalexina é indicada para o tratamento dos seguintes quadros incecciosos:

  • Infecções no trato respiratório;
  • Otite média;
  • Infecções na pele e nos tecidos moles;
  • Infecções dos ossos e articulações;
  • Infecções geniturinárias, que incluem prostatite aguda;
  • Infecções dentárias.

Confira o vídeo que separei para você sobre o assunto:

Como a Cefalexina age no organismo?

A cefalexina, da mesma forma que as penicilinas, é um antibiótico betalactâmico. Ao se ligar a proteínas específicas de ligação à penicilina (PBPs), que estão localizadas dentro da parede celular bacteriana, ela inibe o terceiro e também o último estágio da síntese da parede celular da bactéria.

A lise celular (processo de destruição da célula) é então mediada por enzimas autolíticas da parede celular bacteriana, como autolisinas; É possível que a cefalexina interfira com um inibidor da autolisina. Ou seja, a falta de parede bacteriana provoca a morte devido à destruição das células das bactérias.

Dosagem da Cefalexina

A dose indicada de cefalexina varia de pessoa para pessoa. A dose, assim como o tempo entre uma dosagem e outra e também o tempo em que deve ser administrada são estabelecidos com base em certos aspectos: analisando a gravidade da infecção, a sensibilidade do microrganismo responsável, a idade da pessoa, o seu peso e também o seu estado geral de saúde .

As doses recomendadas com maior frequência estão listadas em seguida. No entanto, caso seu médico tenha indicado uma dosagem diferente, não a altere.

  • Dose oral comum em adultos: 1 a 2 g por dia, em doses divididas. Geralmente 250 mg a cada 6 h; Dose máxima de 4 g por dia.
  • Dose oral comum em crianças: 25 a 50 mg por kg diariamente, a cada 6 horas.No caso de infecções graves, essas doses podem ser dobradas.

O tratamento precisa ser mantido por pelo menos 48 a 72 horas depois que os sintomas houverem desaparecido. É importante frisar que o tempo da medicação deve ser seguido rigorosamente sem que seja interrompido, mesmo com a melhora dos sintomas.

Vaso a pessoa tenha problemas renais, é recomendado ingerir doses mais baixas do que o normal. Nesse caso a pessoa deve consultar um médico.

É de suma importância respeitar o cronograma agendado.  Se a pessoa esquecer de tomar uma dose, deve tomar o mais rápido possível. Caso não haja tempo suficiente para a próxima dose, nunca duplique a dose e continue com a medicação de acordo com o indicado.

Quais as contraindicações da Cefalexina?

A cefalexina é contraindicada em pessoas que apresentem alergia ao grupo de antibióticos de cefalosporina. Além disso, a cefalexina deve ser administrada com cautela em pessoas que tenham demonstrado hipersensibilidade a quaisquer outros medicamentos.

É preciso observar também se a pessoa apresenta alergia a penicilinas, cefalosporinas ou a qualquer um dos componentes da preparação. Caso haja qualquer tipo de reação alérgica, pare imediatamente de tomar o medicamento e procure informar o mais rápido possível o seu médico ou o farmacêutico.

Precauções de uso:

Se você ainda tem ou se já teve colite ulcerativa, a enterite regional ou a colite associada a antibióticos deve ser bastante controlada pelo seu médico enquanto você estiver fazendo uso desse medicamento.

Caso não haja melhora nos sintomas em poucos dias ou caso eles se agravem, informe o seu médico.

Alguns medicamentos podem ter interação com a cefalexina, como o probenecide. E também antidiabéticos orais, como a metformina. No entanto, informe o seu médico sobre qualquer outro medicamento que você esteja tomando, especialmente se fizer uso contínuo de algum.

Gravidez

Esse medicamento pode ser tomado normalmente, pois não prejudica o bebê. Entretanto, ainda que os estudos clínicos e laboratoriais não tenham mostrado qualquer evidência de teratogenicidade, é preciso ter cuidado ao receitar às gestantes que possuam alguma outra doença.

No entanto, apenas o médico poderá indicar se é necessária ou não a administração deste medicamento.

Possíveis efeitos sobre as gestantes:

Quando administrado em altas doses, foram observados episódios de convulsões e também alterações psicológicas. O medicamento raramente causa algum efeito tóxico. Já anemia hemolítica imune, diarreia, vômitos, tontura são os sintomas mais comuns. Além disso, também houveram casos de vaginite, prurido genital e anal, monilíase vaginal e vulvovaginite.

Só foram manifestadas dermatite e urticária em pacientes que apresentavam mononucleose infecciosa.

Lactância Materna:

A liberação da cefalexina no leite materno aumenta até 4 horas depois de uma dose de 500 mg. O medicamento atinge o nível máximo de 4 mg / ml.  Depois disso, diminui gradativamente e desaparece 8 horas depois da administração.

Mães que amamentam devem ter bastante cautela ao se medicar com a cefalexina, visto que o medicamento pode alterar a flora intestinal do bebê.

O recomendado é verificar com o médico o melhor horário para que o medicamento não afete o leite materno. Há também a opção de retirar o leite nos períodos em que ele não está afetado pelo medicamento.

Efeitos do Álcool

Nunca deve ser feita a ingestão de álcool enquanto a pessoa estiver sendo medicada com antibióticos. Isso pode causar graves problemas cardíacos e do sistema respiratório.

Por fim, esse artigo foi preparado para que você, minha amiga leitora, possa ter uma noção do que é este medicamento, de como ele age e para quê é indicado. No entanto, como eu frisei diversas vezes, você nunca deve se automedicar.

Pesquisar sobre o assunto é bom, mas achar que a internet é capaz de te dar um diagnóstico completo é totalmente enganoso. Apenas um médico pode prescrever quaisquer medicamentos, afinal, ele estudou por anos e apenas ele tem a autonomia para informar com precisão o que deve ou não ser administrado.

Confira o vídeo a seguir, relacionado a esse tema, para aprender ainda mais:

Para mais conteúdo, clique aqui.

You cannot copy content of this page