Tag: audição

🥇 Zumbido no ouvido – Saiba como se livrar deste incômodo 🥇

Olá meninas! No post de hoje eu vou falar sobre um incômodo que muita gente apresenta, mas nem sempre acabam tratando e o quadro se agrava: o zumbido no ouvido.

Muita gente ouve alguns ruídos em seu ouvido, ainda que o ambiente esteja em completo silêncio. Geralmente, esse barulho incessante parece vir de dentro da cabeça e pode acompanhar uma leve tontura. Algumas vezes ocorrendo nos dois ouvidos simultaneamente, outras vezes apenas em um.

Isso se chama zumbido no ouvido e qualquer pessoa pode desenvolver essa condição, sendo bem mais comum em adultos. Ainda que seja bastante incômodo, saiba que são diversos os fatores que podem causá-lo, mas que isso tem solução.

Peço uns minutinhos do seu tempo, minha amiga, para que leia esse post até o final. Assim, você vai aprender tudo sobre esse mal que aflige muitas pessoas e o que fazer para revertê-lo.

Quais são os sintomas?

Sei que vai soar bem óbvio afirmar que o principal sintoma é um tipo de barulho dentro do canal auditivo, certo? No entanto, esse barulho se apresenta de forma diferente para cada pessoa: para algumas, ele é mais alto e não dá um minuto de sossego, estando sempre presente; para outras pessoas, o zumbido pode acontecer com intervalos e ter um som mais baixo, quase imperceptível.

Geralmente, as pessoas que tem zumbido no ouvido também relatam ouvirem cliques, como quando estalamos os dedos, além de sons musicais: nesse caso, é bem comum que o quadro não tenha a ver com problemas auditivos, mas com distúrbios de fator psicológico. A pessoa pode notar o zumbido nos dois ouvidos ao mesmo tempo, ou então perceber de um lado, e depois de outro.

O que provoca essa condição?

As razões para o zumbido no ouvido são muito distintas. Por isso separei algumas delas:

  • Traumatismo na cabeça;
  • Doença de Ménière;
  • Bebida em excesso;
  • Colesterol elevado;
  • Problemas no osso do ouvido;
  • Excesso de cera;
  • Problemas na articulação da mandíbula;
  • Problemas psiquiátricos;
  • Pressão alta,
  • Problemas de circulação;
  • Perda de audição devido à idade.

Existem ainda outras causas possíveis para a sensação de zumbido no ouvido, como tumores, problemas metabólicos, lesões no pescoço, ouvir música muito alta, mudança no metabolismo, entre outros.

Por fim, vale ressaltar que existem alguns remédios cujo uso por tempo prolongado podem apresentar zumbido no ouvido. São eles os oncológicos (vincristina e mecloretamina), aspirina em excesso, antidepressivos (sertralina e fluoxetina), além de antibióticos (eritromicina, vancomicina, poliximina B e neomicina).

O indicado é sempre recorrer a um bom otorrinolaringologista para que possa diagnosticar corretamente.

Relação entre o zumbido no ouvido e o psicológico

Distúrbios de ansiedade também podem causar os zumbidos no ouvido. Mesmo que a causa se origine de um problema psiquiátrico, fato é que o sintoma é físico e que pode debilitar a pessoa. Portanto é muito importante um acompanhamento psiquiátrico.

Além do mais, as pessoas que apresentam zumbido no ouvido por motivos físicos, também podem acabar desenvolvendo ansiedade: justamente por ficarem em alerta para perceber se há algum zumbido ou não, essas pessoas desenvolvem ansiedade. Algumas, inclusive, chegam a um ponto em que costumam não saber mais quando é só uma impressão e quando estão realmente ouvindo o barulho nos ouvidos.

Em suma, essa condição pode trazer diversos danos psicológicos à pessoa. Aqueles que sentem tontura juntamente com o zumbido, tendem a ficar inseguros em sair de casa. Nesse caso, a pessoa pode desenvolver a síndrome do pânico ou até mesmo se tornar depressiva.

Confira o vídeo que separei para você sobre o assunto:

Qual o tratamento adequado?

O tratamento pode ser feito com o uso de ansiolíticos. Eles servem para que a pessoa fique menos ansiosa e, dessa forma, reduzem o zumbido que é causado pela ansiedade. Se a pessoa tem pressão alta ou outra condição que afete o ouvido, também precisará ser tratada. Afinal, é super importante levar uma vida saudável.

As pessoas que apresentam esse problema auditivo devem evitar álcool, café, produtos que contenham cafeína, cigarros e edulcorantes artificiais. Se o zumbido tem como origem a perda auditiva, pode ser necessário o uso de um aparelho auricular. Quando a causa é a circulação sanguínea, o médico pode prescrever vasodilatadores.

Existe uma terapia que é bastante funcional para o zumbido no ouvido: a terapia do som. Nessa terapia a pessoa recebe estímulos auditivos leves e o objetivo é fazer com que a sensibilidade diminua. É importante frisar que a pessoa não vai ter a audição diminuída, apenas o incômodo por causa desse tipo de som contínuo e baixo, geralmente constante.

A cura total é possível, mas os tratamentos geralmente são combinados e, quando a pessoa abandona os bons hábitos, há chances de o zumbido voltar. Uma pessoa que se recuperou totalmente do zumbido, mas que deixa de dormir adequadamente, pode voltar a ter barulhos no ouvido. O tratamento mais recomendado é o Programa Restauração auditiva.

Como prevenir o zumbido nos ouvidos?

As pessoas podem evitar esse problema auditivo de diversas formas, sendo uma delas a retirada da cera excessiva. É indicado usar o cotonete uma vez por semana, e vale frisar que ele precisa ser passado de maneira leve: nunca force o cotonete para dentro do ouvido. Além de correr o risco de se machucar, isso pode levar a cera para áreas mais profundas.

Também é indicado não usar fone de ouvido por muitas horas seguidas. Para as pessoas que adoram ouvir música o dia todo, vale a pena tirar o fone de tempos em tempos e deixar o ouvido livre e o som tocando de forma ambiente. Aliás, um fator muito importante também é cuidar com o volume. Quando se ouve música alta com frequência, você corre o risco de danificar seu canal auditivo. Isso pode fazer com que você comece a ouvir zumbidos nos ouvidos.

Ademais, é muito importante evitar o uso excessivo de aspirina. O zumbido nos ouvidos é o seu principal efeito colateral. Se você tem dores com muita frequência, a dica é sempre procurar um especialista ao invés de se automedicar.

Existem tratamentos naturais?

Sim! Saiba que muitos alimentos podem diminuir ou até mesmo acabar com o zumbido no ouvido. No entanto, é preciso ingeri-los de forma regular. O abacaxi não somente favorece a circulação sanguínea como também combate as inflamações.

A ginkgo biloba, aliás, é outro composto que melhora o sistema circulatório, inclusive do ouvido. Geralmente, ela é comercializada em cápsulas e pode ser facilmente encontrada em farmácias ou nas casas de produtos naturais.

O alho é um analgésico e traz conforto para quem apresenta zumbido no ouvido. Ele precisa ser ingerido cru e a pessoa pode mastigá-lo ou colocá-lo em saladas, torradas, etc. Não utilize ele assado ou cozido, visto que ele só tem propriedades se consumido cru.

Ademais, existem outros produtos naturais que combatem o zumbido: mirra, raiz de bardana, casca de pimenta malagueta, raiz-amarela e folhas de espinheiro.

Uma mistura de mel e gengibre também favorece o ouvido. Ela é usada para cuidar da garganta, uma região que é conectada ao ouvido. Os resultados são excelentes. Você deve ferver uma colher de mel em uma xícara de água com pedaços de gengibre. É só tomar algumas colheres de chá durante o dia.

Confira o vídeo a seguir, relacionado a esse tema, para aprender ainda mais:

Para mais conteúdo, clique aqui.

You cannot copy content of this page