Tag: artrose

🥇 O que é Artrose? Como tratar? Saiba tudo AQUI! 🤔

Olá meninas! O assunto de hoje é artrose. Você sabe o que é? Então fica comigo até o final para saber tudo sobre essa doença.

Primeiramente, a artrose é uma doença relativamente comum. Ela atinge cerca de 2 milhões de pessoas por ano aqui no Brasil.

A artrose também é chamada de osteoartrite, e é causada pelo desgaste nas articulações do corpo. Esse quadro causa muita dor e até mesmo dificuldade para andar normalmente. As articulações ligam um osso a outro, e são compostas por cartilagem.

A cartilagem, por sua vez, ajuda o osso a se movimentar junto com os ligamentos, a membrana sinovial e também o líquido presente nele. Ela evita que o osso entre em contato direto com o músculo.

 

Quais as causas da Artrose?

O desgaste dessa cartilagem que está presente nas articulações e nos ligamentos que a envolvem é o verdadeiro causador da artrose. No seu estágio inicial, a doença não apresenta muitos sintomas. No entanto, à medida que o desgaste vai piorando, surgem as dores e o desconforto.

O fator da hereditariedade também conta muito nesse caso. Se alguém apresenta a doença, é bem provável que seus descendentes também desenvolvam-na.

A obesidade, por sua vez, causa um desgaste maior nas articulações de todo o corpo. Como consequência do sobrepeso, as articulações sofrem maior pressão e a cartilagem não consegue aguentar por muito tempo.

Os hormônios também afetam. Mulheres durante a menopausa tendem a desenvolver essa doença. Isso se deve à falta de cálcio, que enfraquece os ossos.

A questão da idade acaba influenciando. O envelhecimento natural pelo qual o corpo passa pode aumentar ainda mais o desgaste já sentido. Isso acaba agravando as dores e ocasiona o inchaço no local.

Além disso, cirurgias nas estruturas articulares,  ou então anormalidades congênitas, gota, artrite, reumatismo e diabetes pioram o quadro de artrose.

A má formação de ossos, articulações ou cartilagens, bem como lesões nessa área vindas da prática de esportes intensos, ou acidentes influenciam diretamente.

Profissões que demandam movimentos repetitivos, intensos e que fazem com que a pessoa fique em pé por muito tempo, como professores, cabeleireiros, pedreiros, atletas, entre outras.

Confira o vídeo que separei para você sobre o assunto:

Quais os sintomas da Artrose?

  • Dor que se agrava quando a pessoa faz movimentos comuns na região das articulações. No estágio inicial da artrose, o corpo não manifesta nenhum inchaço ou vermelhidão na área. Isso acaba atrasando o diagnóstico do desgaste sofrido.
  • Articulações endurecidas: quando a pessoa permanece parada por muito tempo durante o dia. Vale lembrar que é importante um meio termo. Nem a falta, nem o excesso de exercícios.
  • Barulhos: assim que o desgaste vai aumentando, a pessoa passa a ouvir pequenos estalos nas articulações, devido à falta de cartilagem. Aliás, isso geralmente ocorre quando a pessoa se levanta, abaixa ou anda.
  • Fraqueza manifestada nos membros superiores ou então inferiores do corpo, bem como fraturas, traumas, pancadas e outros incidentes.

Existe algum tratamento definitivo?

Infelizmente não.  No entanto, existem alguns tratamentos contínuos que previnem a dor intensa. Um ótimo exemplo são os exercícios feitos com moderação e a fisioterapia.

Injeções de cortisona e soluções lubrificantes, como o ácido hialurônico vem se mostrando eficientes contra as dores e incômodos causados pelo desgaste nas articulações. No entanto, somente um profissional qualificado pode avaliar e prescrever essas medicações.

Aliás, danos nas cartilagens das articulações, causados pelas calcificações ou osteófitos (chamados de bico de papagaio), na coluna, acabam piorando a artrose nesses locais.

O ortopedista é o profissional ideal para diagnosticar a artrose. Aliado a ele, o fisioterapeuta poderá indicar exercícios para melhorar a dor e permitir que o paciente conviva com ela de forma normal.

Ademais, não deixe de mencionar na sua consulta os fatores hereditários de artrose e os problemas de saúde que você tem ou teve. Além do uso de medicamentos controlados (se você fizer) e qualquer outra informação que você julgue importante e que deve ser compartilhada com o médico.

Os exames necessário para o diagnóstico da artrose incluem radiografia com contraste, ressonância magnética, hemogramas completos (exames de sangue), e também exames físicos. Além disso, a retirada do líquido da articulação para análise também pode ser solicitada pelo médico. Dessa forma pode ser determinada a existência ou não de inflamações e infecções.

Se você tiver uma dor leve ou moderada, os analgésicos comuns podem resolver. Entretanto, vale lembrar que eles não removem a inflamação das articulações. É necessário usar anti-inflamatórios sem esteroides, para que se possa reduzir a inflamação e acabar com a dor.

Alguns anti-inflamatórios podem provocar dores no estômago, zumbido nos ouvidos, problemas de coração, no fígado ou nos rins, além de náuseas, constipação e sonolência extrema.

As pessoas que possuem alergia a qualquer composto desses medicamentos, precisam ter o cuidado redobrado em relação às dosagens. Em alguns casos de artrose, as pessoas recorrem a uma cirurgia de realinhamento dos ossos e das articulações.

Nesse caso, são inseridas próteses de articulações de plástico ou de metal. Entretanto, a longo prazo, pode ser necessária a realização de nova cirurgia. Afinal, o desgaste pode continuar acontecendo com o passar dos anos e também da idade.

Pessoas com artrose devem sempre se movimentar com bastante cuidado, além de fazer atividades leves, alongar-se com frequência e controlar o peso. É importante deixar os detalhes mais fáceis e evitar dores. Um bom exemplo é substituir as maçanetas das portas, para evitar a dor de girá-las.

Além disso, é muito importante não carregar objetos pesados, usar facas, escovas de dente e de cabelo elétricas. Procure inserir barras de ferro nas paredes do banheiro, além de tomar cuidado com os tapetes em casa (devido ao risco de queda), e não ficar na mesma posição por muito tempo.

Primeiramente, siga com o tratamento e os medicamentos que o médico recomendou de forma contínua, assim como as consultas e os exames periódicos, para que você possa fazer o acompanhamento da doença.

Quem possui artrose, ou então convive diariamente com algum familiar que a tem, deve ter muita paciência, carinho e a compreensão da limitação ocasionada por ela. Pois assim evita-se conflitos desnecessários e aquela sensação de impotência ou então de que a pessoa é incapaz realizar qualquer atividade.

Aliás, o fator psicológico é muito importante.  Não só para os pacientes com artrose, mas como em qualquer outro caso de enfermidade. Todos nós temos nossas limitações, e tratar mal uma pessoa, ou com indiferença não vai ajudar a resolver o problema.

Faça com que a pessoa esteja cercada das pessoas que ela ama. Praticando atividades leves, mas que sejam prazerosas. Se informe sobre os medicamentos e os tratamentos que possam melhorar a condição de vida da pessoa.

Confira o vídeo a seguir, relacionado a esse tema, para aprender ainda mais:

Para mais conteúdo, clique aqui.

You cannot copy content of this page